Os dados servem como alerta. Conforme Serasa Experian, de cada 1.000 cheques compensados em fevereiro desse ano, 22 foram devolvidos por não terem fundos, equivalendo a 1,13 milhão de cheques devolvidos.

Qual a solução para os lojistas e comerciantes? Certamente, não é deixar de atender clientes que utilizam cheques, reduzindo-se o lucro. Com cuidados simples, os lojistas e comerciantes podem continuar recebendo com segurança cheques como meio de pagamento. Confira algumas dicas:

- Peça documento de identificação. Muitas vezes, os golpistas não se preocupam em falsificar identidade, porque eles confiam no fato de que os lojistas não pedem essa identificação;

- Ao receber documento de identificação, compare a data de emissão do documento com a foto. Se, por exemplo, a data de emissão constar que é de duas décadas e a foto é recente, certamente é um fator que pede alerta;

- Não aceites cheques rasurados, provisórios, de terceiros ou previamente assinados;

- Ao receber o cheque, verifique as assinaturas e confira o valor por extenso;

- Atente-se ao comportamento do cliente. Os golpistas geralmente demonstram pressa em ser atendidos e que querem sair o mais rápido possível do estabelecimento;

- Avalie a numeração do cheque. Se a numeração é baixa e o cliente quer utilizar o cheque para comprar algo de alto valor, é motivo de se tomar cuidado;

- Utilize a internet a seu favor. Em caso de cheques em nome de empresa, pesquise em mecanismos do busca (por exemplo, Google e Bing. Uma empresa de fachada não costuma aparecer nos resultados;

- Há ferramentas tecnológicas, fáceis de usar, que auxiliam na análise de riscos. OCONSULTA CHEQUE, da Autofax, é uma ferramenta que dá acesso à informação sobre ocorrências e outros dados que possam indicar algum tipo de fraude relacionada ao cheque, além de informações sobre cheque bloqueados e sem fundos do BACEN.

Como visto, são dicas simples, mas que contribuem em muito na redução de fraudes com cheques.

 

E para saber mais sobre Consulta Cheque, acesse: http://ic.autofax.com.br/ ou entre em contato pelo telefone: São Paulo (11) 3471-2500 | Outras Localidades 0800-596-1001.

 

Fonte: Autofax